2

Sábado, 24 de março, 18h. A apresentadora Adriane Galisteu e amigos chegam ao café Oscar Freire, na rua de mesmo nome, em São Paulo. Com vestido claro marcado por grande fenda nas costas em formato “V”, ela avançou pela rampa de madeira e paredes de espelho em direção à sala principal. O vestido curto ondulava durante o trajeto. Ciceroneada pela hostess da casa, ela olhou para o alto e para os lados e exclamou: “É tudo lindo! Aqui é permitido fumar?”. A resposta foi negativa. Uma senhora que ouvia a conversa sugeriu a uma atendente que fosse improvisada uma mesa no fundo do café. Adriane e os amigos foram conduzidos ao lounge no andar inferior. Eles se instalaram em frente a uma grande TV que exibia um show de música. (Sol Campos)


Bruno Chateaubriand faz sinal com a cabeça

Quarta-feira, 14 de março, 12h. O socialite e colunista carioca Bruno Chateaubriand voava na ponte aérea Rio-SP. Com os cabelos loiros impecavelmente penteados, camisa branca, calça azul marinho e sapatos Louis Vuitton Damien canvas, ele sentou-se junto à janela. Sua poltrona estava inclinada e, no momento da decolagem, a aeromoça pediu que fosse reposicionada verticalmente. Bruno fez sinal positivo com a cabeça. Ele folheava a revista de bordo da Varig, e fixou-se na página que ilustra as rotas da empresa. Mesmo quando as luzes foram apagadas, continuou a leitura. Ele tomou um mate. Na hora da aterrissagem, trocou de revista e observou as páginas da "Caras" que trazem uma reportagem sobre Luana Piovani. (Sol Campos)


Denise Frossard cruza a rua e observa revistas

Terça-feira, 13 de março, 15h. A ex-candidata ao governo do Estado do Rio, Denise Frossard, aguardava o sinal verde para pedestres para atravessar a rua Visconde de Pirajá, em Ipanema. Alheia ao calor de 34 graus, ela usava terno cinza de risca de giz (complementados por sapatos vermelhos e óculos escuros). A bainha da calça apresentava barra italiana, popularizada pelo Príncipe de Gales -o que precedeu o atual. Denise lia uma revista, quando foi abordada por dois homens. Sorriu, foi abraçada e observou uma segunda revista apresentada por eles. Ao ver os carros parados, Denise os convidou a atravessar a rua e deu dois tapinhas nas costas de um deles. Ao alcançarem o outro lado da rua, os três pararam e voltaram a folhear as revistas. (Sol Campos)


Carlos Tufvesson percorre restaurante em ritmo aceleradoTerça-feira, 13 de março, 14h. O estilista Carlos Tufvesson entra com rapidez no hall do restaurante Gula Gula, em Ipanema. Ele olhou para os lados e passou velozmente pela primeira sala da casa, decorada com gérberas. Lá, voltou a olhar para os lados e andou a passos rápidos rumo à parte dos fundos do restaurante. Tufvesson usava calça branca, camiseta clara e cinto de lona verde. O contraste era dado pelos óculos escuros e o celular negro, que manteve colado à orelha enquanto percorria as salas em ritmo que remetia ao de desfiles. (Sol Campos)


Débora Bloch diz que quer sair logo

Sábado, 10 de março, 15h. A atriz Débora Bloch divide uma sobremesa com duas acompanhantes no Bistrô 66, no Jardim Botânico, no Rio. Ela usava um vestido marrom com detalhes azulados e sandálias rasteiras douradas. Débora e as outras mulheres pediram café e, ao receberem a conta, a atriz -com um cartão de crédito na mão- dirigiu-se ao garçon em tom de urgência: “Ei, a gente quer ir embora logo”. Demonstrando dispor de pouco tempo, ela vestiu sua jaqueta jeans e, carregando uma bolsa verde, dirigiu-se diretamente ao caixa. Pouco antes, o jornalista William Waack deixara o restaurante. Ele mantinha a mão esquerda no bolso da calça e carregava duas canetas no bolso da camisa. (Sol Campos)


Alfredo Sirkis opta por produtos light

Sábado, 10 de março, meia-noite. O ex-secretário municipal de urbanismo e dirigente do PV Alfredo Sirkis chega ao Dièse Bar, em Laranjeiras, no Rio, que tem entre as especialidades escondidinho de carne seca e crotin de chèvre chaud. Ao entrar no lugar, foi informado de que a casa “estava bem desprovida”. Pouco antes, o staff já comunicara aos clientes que a cozinha encerrara as atividades. Sirkis pediu então um guaraná diet. Com a mão direita, fumava um Marlboro Light. Ele vestia camiseta vermelha e bermuda bege. (Sol Campos)


Marcelo Rubens Paiva balança taça enquanto conversa

Quinta-feira, 8 de março, 20h. O escritor Marcelo Rubens Paiva sentava-se só na área de fumantes do restaurante Mestiço, em São Paulo. Marcelo usava uma camisa com as cores do Flamengo, na qual se lia a marca "Petrobras". Às 23h, ele conversava na mesma mesa com uma mulher vestida de negro. O autor de “Feliz Ano Velho” olhava para a interlocutora e, com a mão esquerda, balançava o conteúdo de uma taça. O líquido ondulava em movimentos circulares. (Sol Campos)


Arnaldo Jabor lê revista e não come

Sexta-feira, 2 de março, 12h50m. O cineasta e comentarista Arnaldo Jabor ocupa uma mesa no bar do restaurante Figueira Rubayat, em São Paulo. Vestido em tons de marrom e bege, ele segurava uma revista com uma das mãos e, a pequenos intervalos, levava a outra ao rosto. Jabor estava só e não comia. Meia hora depois, ele continuava na mesma posição. Numa mesa próxima, uma mulher loira com grandes óculos Valentino observava o comentarista. “Aquele ali é o Jabor, sentado daquele jeito? A postura é muito ruim, vai ter problemas na coluna”, disse ela. (Sol Campos)

Está tudo bem, avisa Claudio Lembo

Terça-feira de carnaval, às 14h07, o ex-vice-governador de São Paulo Claudio Lembo almoçava com o ex-vice-presidente da República Marcos Maciel no restaurante Carlota, no bairro de Higienópolis, em São Paulo. Os dois estavam acompanhados de duas senhoras e usavam vestes azul-marinho; Lembo combinava com uma camisa branca, e Maciel fazia uso do tom sobre tom, com camisa levemente azulada. O calor era de 34 graus. Quando terrminaram a sobremesa, Lembo se levantou e, caminhando bem devagar, se aproximou da janela do lugar. Após olhar para fora, se voltou para o grupo e fez um sinal de positivo com o polegar da mão direita, indicando que tudo estava bem. Durante todo o tempo não retiraram seus ternos. (Bruno Tedeschi)



Marcelo Novaes compra energético

Domingo de Carnaval, 18 de fevereiro, 22h. Vestido de jeans, cinto branco, tênis e camiseta com estampa de ave, o ator Marcelo Novaes chegou à pista de dança do restaurante/bar Aprazível, em Santa Teresa, no Rio. Marcelo pediu uma garrafa de água mineral e uma lata de energético, que segurou em uma das mãos. O ator encontrou um amigo e eles iniciaram uma conversa. Marcelo balançava a cabeça sem olhar para o rosto do interlocutor. Seus olhos estavam fixos na tela do celular, que iluminava levemente os seus olhos. (Sol Campos)


Luana Piovani viaja de mochila

Sábado, 10 de fevereiro, 17h. Vestida de short, camiseta regata verde e óculos escuros, a atriz Luana Piovani caminhava pelo aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Luana segurava dois pedaços de papel. A atriz passou sob o painel de partidas, olhou para os papéis, em seguida para o alto, e foi adiante. Nas costas, ela carregava uma mochila azul de brim em que se lia “O Pequeno Príncipe”. (Sol Campos)


Renata Sorrah pede para ver fotos

Segunda-feira, 29 de janeiro, 21h. A atriz Renata Sorrah posava para fotógrafos ao lado da também atriz Marisa Orth na abertura do Museu das Telecomunicações, no Rio. Renata usava um vestido longo negro estampado com paisagens azuis, e calçava sandálias rasteiras de tiras negras. Quando os flashes pararam, Renata se levantou e caminhou em direção aos fotógrafos: “Posso ver as fotos?”. Eles demonstraram surpresa. Renata se aproximou do grupo e observou as imagens nas câmeras digitais. “Gente, essa aqui ficou ótima, muito boa”, comentou ela. Marisa Orth permaneceu sentada. (Sol Campos)


"Se eu der pra você, todo mundo vai querer", diz Anish Kapoor

25 de janeiro, por volta das 16h45, o artista britânico de origem indiana Anish Kapoor falava ao publico sobre sua exposição no Centro Cultural Banco do Brasil, na região central de São Paulo. Kapoor usava apenas negro: camiseta (levemente desbotada pela lavagem), jeans e um sapato que apresentava como detalhe uma fivela prateada. Quando se encontrava no saguão, do prédio, o escultor foi abordado por uma senhora que pedia a ele que assinasse o pequeno catálogo que trazia fotos e texto sobre sua obra. Ao olhar o público que circulava ao redor, Kapoor respondeu em inglês: " Se eu der pra você, todo mundo vai querer". Ao ouvir a frase, a senhora pareceu desolada. (Bruno Tedeschi)


Ricardo Ohtake visita instalação e gesticula

Quinta-feira, 25 de janeiro, 18h. O arquiteto Ricardo Ohtake, diretor do instituto Tomie Ohtake e filho da pintora homônima, visitava a obra "Ascension", de Anish Kapoor, instalada embaixo do Viaduto do Chá, no centro de São Paulo. Vestido com camisa amarela de mangas compridas, Ricardo foi um dos primeiros visitantes da caixa de vidro preta. Do interior do prédio, ele olhava para a longa fila de entrada. Alguns minutos depois, ele balançou os dois braços em direção à multidão. Em movimentos regulares, parecia convidavar as pessoas a entrarem no local. (Sol Campos)


Glória Maria toca os lábios

Quarta-feira, 24 de janeiro, 21h. A apresentadora Glória Maria chega para o desfile da Osklen no São Paulo Fashion Week. Vestida de branco, ela foi cercada por três seguranças, que impediram a aproximação de dezenas de fotógrafos e jornalistas. Glória deu um beijo na estilista Lenny Niemeyer e se sentou na primeira fila. Ela virava o rosto da esquerda para a direita para observar os modelos, e manteve o indicador da mão esquerda colado à boca durante quase todo o desfile. Ao terminar o desfile, os jornalistas correram para saber sua opinião. Glória sorriu e foi fotografada. (Sol Campos)


Maitê Proença carrega três bolsas

Terça-feira, 23 de janeiro, 11h30. A cantora Ana Carolina e duas acompanhantes esperavam pelo embarque no aeroporto Santos Dumont, no Rio. Com calça preta, camisa azul e tênis marrom, a cantora pousou o violão numa das cadeiras. Ana Carolina roia as unhas da mão esquerda. Uma das acompanhantes mascava chiclete. Pouco depois, a atriz Maitê Proença, companheira de programa no “Saia Justa”, entrou na sala. Ela vestia jeans, blusa preta, grande colar que fazia ruído semelhante ao de guizos, carregava uma grande bolsa étnica, uma bolsa pequena de couro vermelho, e uma mochila Nike de rodinhas. Entusiasmada, ela comentava uma recente viagem e seu fascínio pelas mulheres que viu, “de dentes negros, encavalados”. Em seguida, foi a vez da ex-modelo e atriz Betty Lago, também de “Saia Justa”, entrar na sala. Elas embarcaram em vôos diferentes. (Sol Campos)


Pedro Neschling hesita entre batatas e arroz

Sexta-feira, 19 de janeiro, 23h. O ator Pedro Neschling e a namorada chegam ao restaurante Gula Gula, no Leblon. Eles se instalaram numa pequena mesa perto da entrada. Pedro, que interpreta o personagem Rafael na novela "Páginas da Vida", vestia bermuda, camiseta regata e tênis pretos, e boné preto e vermelho. Os dois leram o cardápio e fizeram perguntas à garçonete. O ator hesitava entre dois acompanhamentos: arroz e batatas sautées. Na mesa em frente, uma mulher sozinha lia a revista “Quem”, bebia espumante e olhava discretamente para o ator. (Sol Campos)


Jeunet come ostras e conclui que o mundo é pequeno

Domingo, 7 de janeiro, 21h. O diretor francês Jean-Pierre Jeunet, de "Amélie Poulain" e "Delicatessen", chega ao restaurante La Mascotte, no bairro de Abbesses, em Paris. Jeunet, sua mulher e uma acompanhante escolheram uma mesa na área de não fumantes. Eles falavam numa mistura de inglês e francês. Vestido com calça de veludo cotelê bege e pulôver azul marinho, Jeunet pediu um prato de ostras e uma garrafa de vinho. Sua mulher usava vestido decotado vermelho e sapatos de verniz da mesma cor. No meio do jantar, ele se voltou para a mesa ao lado, pediu desculpas pela intromissão e disse pensar conhecer as pessoas sobre quem os vizinhos falavam. Ao confirmar a suposição, ele sorriu e disse: “O mundo é pequeno. Vou encontrá-los amanhã em Los Angeles”. Em seguida, terminou o jantar, sorriu e deixou o restaurante. Jeunet, a mulher e a acompanhante não tocaram o pão que acompanhava as ostras. (Sol Campos)


Lambert Wilson rejeita uma tangerina

 
2