2

Ainda para Bernardet, “Aruanda” teve um “papel fundamental”. Durante a I Convenção, o “Linduarte chegou em São Paulo cabisbaixo, se desculpando por ter feito esse filme, mal fotografado, mal sonorizado, mal montado. Ele tinha passado pelo Rio antes e tinha sido bastante desprezado. Em São Paulo, algumas pessoas viram (...) para nós foi uma revelação. (...) Eu me lembro que eu e o Capovilla dizíamos a ele que tinha que parar de se desculpar por ter feito o filme. (...) Nessa semana (do Cinema Novo) o estopim fundamental foi muito mais o filme, o ‘Aruanda’, muito mais do que o Linduarte. Depois, em cima desse filme, entrou o Glauber com algumas colocações... A gente começou um trabalho mais intelectual em torno do ‘Aruanda’ ”.

Paulo Emilio, que tinha passado a noite de 18 ou 19 de outubro com Glauber e Saraceni no Sapos, conversando sobre a obra de Octavio de Faria, deu a sua opinião da mostra cinema-novista com clara preferência para “Couro de Gato”. Isto foi o que disse a Dahl: “Você, Saraceni, câmera na mão, Joaquim Pedro, ‘Couro de Gato’, tudo isso já é assunto no movimento das coisas (...). A conspiração para me envolver, pelo jeito deu certo, pois anda gente por aí me acusando asperamente de eu ser o culpado pela existência de vocês. Num debate muito animado na Bienal, do qual aliás só participei como ouvinte, mas que me interessou muito, o Galileu (Garcia), se não me engano, me atribuiu inclusive a tal câmera na mão. (...) Confesso que, em determinado momento, depois da imensa expectativa criada pela página do Jean-Claude no ‘Suplemento’, fiquei com medo de que os programas não correspondessem e que houvesse um anticlímax, que poderia ser inclusive favorável a vocês. Mas tudo correu bem, pelo menos Bandeira (‘O Poeta do Castelo’...), ‘Arraial’ e ‘Aruanda’. E em todo caso, alguns dias depois para mim e creio que para muita gente mais, se não para quase todos, ‘Couro de Gato’ justificou todo o barulho.”

Trecho de "Paulo Emílio no Paraíso", de José Inácio de Mello e Souza (ed. Record)


Alessandro Giannini
É jornalista e crítico de cinema.

 
2